GreenLab Project

GreenLab Project

Ponto de referência da Green Technology no mundo

O Kerakoll GreenLab é um centro de vanguarda também do ponto de vista arquitectónico, um motor de crescimento e de desenvolvimento sustentável, onde os materiais naturais de construção representam o elemento gerador de arquitectura sustentável e de edifícios cada vez mais inteligentes. Um projecto altamente inovador, com forte impacto na cultura industrial europeia, onde é palpável o valor real do GreenBuilding, um edifício icónico da arquitectura sustentável.

O estudo e o desenvolvimento de soluções inovadoras no âmbito da bioconstrução sono os eixos que sustentam o projecto Kerakoll GreenLab, conjugando com os elementos de sustentabilidade da estrutura em termos de bioclimática e eficiência energética (edifício da classe A), a elevada qualidade  dos espaços interiores ao serviço dos investigadores, ligada a aspectos perceptivos da arquitectura para além dos relacionais. A intervenção contemplou a utilização de materiais de construção naturais, transpiráveis e ecológicos produzidos directamente pela empresa. O conforto habitacional dos ambientes de trabalho é garantido pelas escolhas construtivas e pelos materiais utilizados, capazes de melhorar o microclima e a salubridade  do ar “indoor”, em virtude da ventilação natural e do sistema verde, de fornecer uma iluminação natural através de sistemas de controlo e de optimização avançados, tendo igualmente em consideração os princípios da cromoterapia e do equilíbrio térmico natural.

O Kerakoll GreenLab, para além de ter sido distinguido no final de 2010 pela Legambiente com o Prémio GreenLife Inovação Amiga do Ambiente, um prestigioso reconhecimento nacional virado para a inovação das empresas no campo ambiental, foi seleccionado para participar no Pavilhão Itália da 13.ª Bienal de Arquitectura de Veneza (Ago./Nov. 2012), uma vez que entrava plenamente na lógica de cuidado e atenção com os locais de trabalho, tema que inspirou o certame nesse ano.

As soluções adoptadas comportam vantagens evidentes em termos de

Poupança Energética:

> Paredes termo-isoladas (Bloco térmico - Biocalce® Termointonaco - Biocalce® Silicato Puro Pittura)

> Janelas com elevado isolamento térmico com inserção de lamelas especiais para reflectir a radiação térmica e a fazer a difusão da luz dentro do edifício.

> Cobertura de elevado isolamento em madeira lamelar. O revestimento da cobertura, realizado inteiramente com tecnologias inovadoras Kerakoll, tem o efeito “Cool Roof” com reflexão solar e emissividade térmica muito elevadas, que garantem naturalmente um menor aquecimento dos ambientes interiores.

> Sistema Fotovoltaico para o sombreamento da fachada: foi realizada uma instalação constituída por 208 painéis numa superfície de 280 m2, capaz de produzir energia eléctrica até 16 kW.

> Building Automation, sensores para o controlo da luminosidade dos locais integram a luz artificial com a natural; existem sensores de presença em todos os ambientes. O sistema de Buiding Automation controla e gere: Climatização, Iluminação, Sistema de alarme, Câmaras Climáticas, Controlo de acessos, Sistema de rega.

> Geotermia, 9 Sondas geotérmicas a uma profundidade de 100 metros cada uma integram 65% das necessidades térmicas no Inverno e 50% no Verão. A instalação de geotermia, combinada com a instalação de aquecimento por Painéis Radiantes de alta eficácia, permite uma elevada poupança energética.

Ambiente:

> Estrutura metálica e cobertura em madeira recicláveis em fim de vida. A madeira utilizada tem certificado PEFC, Programme for Endorsement of Forest Certification Schemes, para a implementação da gestão florestal sustentável.

> Utilização exclusiva de materiais Kerakoll, naturais, transpiráveis e com emissões muito baixas para a realização da parte exterior e interior das alvenarias – Pavimentos - Impermeabilização e colagem do revestimento da cobertura feito com Trencadis.

Para realizar estes elementos, foram utilizados 372 ton. de materiais, sendo 127 ton. materiais reciclados e 255 ton. materiais regionais. Destas 372 ton., 314 são recicláveis em fim de vida. Foram ainda utilizados 58.695 kg de produtos de base orgânica, que continham apenas 348 kg de solvente (menos de 1%).


> Iluminação natural dos ambientes e prevenção de fenómenos de encandeamento são assegurados pela luz zenital proveniente da clarabóia grande central, por condutas de luz na cobertura, por janelas integradas com lamelas orientadas para o transporte e o controlo da luz.

> Recuperação da água pluvial proveniente da cobertura com um sistema dei filtração por vegetação. A água recuperada é utilizada na rega e para reintegração da água dos tanques perdida por evaporação.

> Recuperação das águas residuais de instalações sanitárias e balneários. Tratamento de purificação biológica com desinfecção com raios UV. Reintegração nas caixas. Poupança de 30% da água utilizada nos WC.

> Gestão das águas pluviais, depuradas através de um sistema de filtração por vegetação e reutilizadas para a rega e reabastecimento dos tanques de arrefecimento bioclimático. São também utilizados sistemas inovadores de depuração, laminação e infiltração lenta no solos do tipo SUDS – Sustainable Urban Drainage Systems.

> Bioclimática orientada longitudinalmente segundo o eixo norte-sul, o GreenLab é aberto a Sul, favorecendo a captação solar e fechado a Norte, para limitar as perdas para o exterior. O sistema verde do interior ed exterior, o sombreamento em painéis fotovoltaicos vidrados e a presença de tanques de água favorecem o controlo microclimático.

Saúde:

> Poluentes interiores, a maioria dos materiais utilizados são com emissões muito baixas de substâncias orgânicas voláteis (COV) e garantem, por isso, ambientes de trabalho salubres e sem risco de síndrome do edifício doente. No interior do edifício, são monitorizados em directo os 5 principais indicadores de poluição interior, fazendo referência ao projecto Index da Comissão Europeia realizado em colaboração com o Joint Research Centre, ficando constantemente muito abaixo dos valores médios obtidos nos edifícios europeus.

> Alergénios, bactérias, bolores e fungos, quase todos os produtos utilizados são bacteriostáticos e fungistáticos certificados pela entidade francesa CSTB, com efeitos também neste caso positivos sobre a salubridade dos ambientes de trabalho. Também as bactérias e os fungos são monitorizados com resultados muito abaixo dos limites normativos.

     
       PRIVACY  -  COOKIE POLICY  -  Legal Notice  - Contacto   

    2008 - KERAKOLL - VAT 01174510360 - ALL RIGHTS RESERVED